Dicas de Canoa Quebrada – Ceará

Canoa Quebrada é um dos destinos mais cobiçados do Ceará. Famosa por suas falésias alaranjadas e pelo por do sol, encanta com sua beleza natural. Na década de 60 foi muito frequentada por cineastas franceses do movimento “Nouvelle Vague”e por isso foi impactada pela liberdade e cultura. Na década de 70 no auge do movimento Hippie, os mesmos descobriram o local que até então era formado por índios e pescadores.

Há 160 Km de fortaleza possui 3.000 habitantes que incluem nativos, brasileiros e estrangeiros que em sua grande maioria trabalham com turismo.

01 (29)

Para chegar à cidade não tem erro! De carro fica a duas horas e meia de Fortaleza e está a 84 km de Morro Branco. (Aqui dicas importantes de Morro Branco: DICAS DE MORRO BRANCO). Uma dica esperta é conciliar as duas vilas em uma só viagem. Mas se o foco da viagem não é alugar um carro existe a opção de ir de ônibus, a empresa São benedito faz esse trajeto, que dura cerca de três horas e trinta minutos e custa 25 reais. Site da empresa São Benedito:  www.sbautovia.com.br

01 (9)

Em quase todo o ano e possível ver o sol brilhar, mas o período que pode ocorrer chuvas é entre os meses de março a maio.

01 (69)

Pelo fato de Canoa Quebrada está menos de três horas de Fortaleza a maioria das pessoas fazem um bate-volta. Eu recomendo que fique pelo menos uma noite, a vila pode ser mais bem explorada em dois dias. Essa foi minha opção e só contribuiu para que a minha viagem fosse mais confortável. Eu me hospedei no Hotel Boutique Ravenala que é novo e muito aconchegante. O café da manhã é farto e a parte da piscina é muito gostosa.

01 (77)
Café da manhã da Pousada Ravenala
01 (1)
Área externa da Pousada Ravenala

Para comer bem é na Rua da Broadway que mesmo pequena é o point. Para mim o melhor restaurante da cidade é o Pátio Grill que fica ao lado do portal escrito Canoa Quebrada na rua Broadway. O local tem excelente atendimento e o preço é justo! Recomendo de olhos fechados!

01 (3)
Pórtico na Broadway

O que fazer em Canoa Quebrada?

– Curtir a Barraca Chega Mais: A barraca Chega Mais é um ótimo espaço para curtir o mar e utilizar o serviço de banheiros e piscina. É uma barraca mais nova que oferece estrutura para todas as idades e família. Mesas e espreguiçadeiras são gratuitas porem o  Espaço VIP custa 20 reais o casal. O atendimento e cardápio são bons.

01 (8)
Fim de tarde na Barraca Chega Mais

– Fazer passeios de Buggy ou Quadriciclo: Os passeios de Buggy e de Quadriciclo são feitos na parte da manhã por causa da maré! Existem dois passeios: o que vai até a Praia de Ponta Negra, que é muito bonito.

01 (10)
Buggy para Praia de Ponta Negra

E o passeio que leva nas Dunas, Centro Eólico, tirolesa e Lagoas!  Os valores dos passeios podem variar de 150 reais a 260 reais por casal. Contratei o serviço na pousada, Bebel Adventure – (88) 997836069.

01 (31)
Parque Eólico a direita e a esquerda criadouro de Camarão
01 (37)
Parada na primeira Lagoa onde fica a tirolesa que possui quiosques
01 (34)
Tirolesa
01 (43)
Paraíso Arriégua – Lagoa
01 (51)
Paraíso Arriégua – Lagoa
01 (54)
Quadriciclo

– Curtir a praia: O mar é maravilhoso e muito bom para se refrescar. A areia não fica lotada porque geralmente as pessoas ficam nas barracas.  A melhor parte da praia é onde está a Barraca Chega Mais.

01 (59)
Vista da Barraca Chega Mais
01 (60)
Vista do mar para Barraca Chega Mais

O mar próximo das falésias é mais bravo e a maré sobe mais rápido.

01 (65)
Barracas próximo as falésias
01 (67)
Parapente próximo das falésias

Na praia é comum passeios de Jangada e na Parte onde está o símbolo de Canoa Quebrada nas falésias possui o voo de parapente  que custa em média 150 reais.

01 (63)
Símbolo de Canoa Quebrada
01 (6)
Parapente em direção as falésias

Dicas de Morro Branco – Ceará

Acredito que você já tenha visto o trabalho de areia colorida que é típico de lá e as maravilhosas falésias de Morro Branco!  Local que foi filmado vários filmes, como por exemplo, o Noviço Rebelde dos Trapalhões de 1977. Filme que o Didi acha o tesouro em meio às falésias.

IMG-7822

Morro Branco é um distrito de Beberibe que fica a 89 km de distância de Fortaleza e a 82 km de distância de Canoa Quebrada. O local é dividido por duas partes, a Cidade Alta, onde estão casas de veraneios de moradores de Fortaleza e a Cidade Baixa onde reside a maioria dos habitantes da cidade. Na parte baixa estão: Escola, Creche e o Estádio de Futebol. O local é pequeno e habitado por pessoas simples que vivem da pesca, turismo e artesanato. Uma sociedade bem unida e de violência praticamente zero segundo Diego, o guia super simpático que nos acompanhou. O lugar possui três praias e cada uma delas possui uma capelinha de seu santo padroeiro.

IMG_7628-1

Os atrativos da cidade podem ser visitados com um guia local que cobra uma média de 120 reais o dia ou passeio de Buggy 230 a 260 reais. Indico de olhos fechados o Guia Diego (Bolinha) que é conhecido por todos na cidade e credenciado. Isso é muito importante! O guia precisa ser credenciado na prefeitura do município! Diego (Bolinha) foi muito gentil, explicou tudo e foi muito atencioso conosco. Estávamos de carro alugado e não queríamos contratar passeio de Buggy. Adorei! Porque ficou personalizado!

As três praias de Morro Branco:

– Praia de Morro Branco

Essa praia possui fontes de águas doces diretamente dos lençóis freáticos. Possui também uma caverna de oito metros de profundidade. A praia precisa ser a primeira a ser visitada por que a Maré sobe e impossibilita sua contemplação.

IMG_E7545IMG_E7576

Mirante da Praia de Morro Branco

IMG_7805-1

– Praia do Diogo

Possui fontes de águas doces que deságuam no mar. Bonita! Mas não maravilhosa! Possui restaurante, mesas e cadeiras para ficar, porém achei muito “farofada”. No caminho é possível ver as dunas quase na pista.

IMG-7675IMG_7811-1

– Praia das falésias

Para chegar nessa praia que para mim é a mais bonita é necessário passar pelo Monumento Natural das Falésias que fica dentro de uma área protegida! As falésias são lindas e muito conservadas apesar do número de turistas que visitam o local. As falésias possuem cores diversas, o que as torna únicas! Logo quando finalizamos o caminho chegamos à praia onde está uma pequena barraca que vende água de coco e bebidas geladinhas!

IMG-7971IMG-8008IMG-8031

A cidade possui pousadas, muitas casas para locação e alguns restaurantes na beira da praia principal de que tem o mesmo nome do local – Praia de Morro Branco. O local não é muito grande e pode ser explorado em apenas em um dia inteiro, muitas pessoas fazem bate-volta a partir de Fortaleza ou Canoa Quebrada. O local é imperdível e possui muita beleza incontestável.

IMG_7812-1

Não deixe de levar pelo menos uma garrafinha ou chaveiro feito com areia das falésias.

Snapseed

Dicas de Jericoacoara/ Ceará – Brasil

Um dos locais mais inusitados do nordeste brasileiro com um “slogan” que não mente! Jericoacoara o paraíso é aqui! A 300 km de Fortaleza, a vila que já foi de pescadores e hoje se tornou um grande destino turístico pertence à cidade de Jijoca de Jericoacoara, o local mais próximo da vila asfaltado.

FOTO213507 (59)

Como chegar em Jericoacora?

– De avião saindo de Fortaleza

De avião você tem duas opções, a primeira e mais comum e antiga é pelo Aeroporto Internacional de Fortaleza – Pinto Martins que fica a 301 km.

Do aeroporto de Fortaleza até Jeri é necessário passar por Jijoca de Jericoacoara, cidade que é porta de entrada para o Parque Nacional de Jericoacoara. Caso tenha alugado carro você poderá deixá-lo no estacionamento da cidade, o valor cobrado é 10 reais o dia. Em seguida você terá que contratar o transporte compartilhado que custa 25 reais por pessoa e geralmente comportam 10 pessoas ou o privado que é 200 reais. (Valores 2019)

Outra opção para quem está de carro alugado e não quer ir dirigindo pelas dunas a opção é contratar um guia credenciado que você encontrará no Posto de Informações turísticas. Já fui três vezes para Jeri e já cheguei de três maneiras diferentes. Vai por mim! Leia meu relato abaixo:

Quando fomos na primeira vez a Jericoacoara alugamos um carro no aeroporto de Fortaleza e mesmo com todos os relatos da “internet” eu ainda não tinha entendido como seria complicado passar pelas dunas. Existem muitas pessoas na cidade que trabalham guiando qualquer tipo de carro e fomos abordado por eles. Assim que certificamos que estava lidando com uma pessoa credenciada da prefeitura autorizamos que guiasse o carro! Só quem já viveu essa experiência sabe do que eu estou falando! Estas pessoas guiam muito bem e sabem até mesmo no escuro o caminho exato. O que achei mais incrível é que diminuem a calibragem do pneu para que o carro tenha maior aderência ao solo arenoso, fazendo o carro não atolar no primeiro banco de areia. O valor a ser pago para estas pessoas variam de 80 a 120 reais. Importante ressaltar que na vila não é possível transitar com o carro e não existe pousadas e hotéis que possuem garagem.

G0730023

 

Na minha segunda vez optei por deixar o carro no estacionamento em Jijoca e ir de transporte compartilhado! Achei mais prático e funcionou super bem!

– De avião saindo do aeroporto de Jeri

A opção mais nova e mais cobiçada rota é pelo Aeroporto Regional de Jericoacoara Comandante Ariston Pessoa. A Azul e a Gol operam voos semanais com preços relativamente bons porque se você contabilizar o custo de aluguel do carro, estacionamento e passagem aérea você verá que o preço valerá a pena.

O Aeroporto de Jericoacoara é pequeno, possui uma lanchonete, um ponto da Localiza de Aluguel de Carro e um Ponto de transfer chamado Pontiassu serviços e transportes. Saindo com a Empresa Pontiassu de 4X4 custa 60 reais por pessoa, o carro é compartilhado e cabem 4 pessoas, já o carro privado custa 240 reais. São 30 km e o trajeto dura cerca de 50 minutos a uma hora. ( Preço 2019)

Como dessa vez eu só fui a Jeri, achei mais pratico e muito menos cansativo. Contratei o transfer da Pontiassu Serviços no aeroporto para ida e volta. Me deixaram na porta da pousada e me buscaram pontualmente no horário marcado. Me senti segura e confortável mesmo em carro compartillhado.

Uma boa dica para quem quer conhecer mais do Ceará numa mesma viagem, é incluir as cidades de: Fortaleza, Morro Branco e Canoa Quebrada. O mais interessante é você colocar Jeri como o primeiro destino e ir de avião até lá e a volta saindo de Fortaleza. Porque geralmente os outros destinos ficam mais próximos de Fortaleza.

GOPR0650

Parque Nacional Jericoacoara:

O Parque Nacional de Jericoacoara está  no litoral do Ceará, nas cidades de Jijoca de Jericoacoara, Cruz (onde está o aeroporto), e Camocim. Possui uma área de 8.850 hectares, e foi criado em 2002. É uma área de proteção ambiental. Cercada por Dunas móveis possui várias lagoas que se formam pela água da chuva. Site: www.icmbio.gov.br/ParqueNacionalJeri

FOTO2331

Como funciona Jericoacoara:

A vila fica a 40 minutos de Jijoca e possui apenas um posto médico muito básico, por isso é bom avaliar o destino caso a viagem seja com crianças ou idosos. O local é bem turístico porem bem descomplicado,  as ruas são de areia, o que dispensa sapatos de salto. Jeri possibilita bons dias de descanso e três dias inteiros em Jericoacoara é o suficiente para desfrutar desta calmaria e conhecer todos os pontos turísticos. Energia elétrica só existe há pouco mais de uma década e apesar disso o wi-fi dos restaurantes, hotéis e pousadas não deixam a desejar. A vila não possui bancos nem mesmo caixa eletrônico, portanto leve dinheiro vivo, mas cartão de crédito ou débito são bem aceitos. Na rua principal da cidade tem de tudo! Farmácia, mercadinhos, padaria… Apesar do clima rústico existem hotéis e pousadas muito bons.

GOPR0719

Quando ir a Jericoacoara?

A temporada de chuvas vão de janeiro ao final de maio e de julho a novembro são de ventos muito fortes com presença de praticantes de esportes radicais, Jeri é considerada à Terra do Kit surf. De janeiro a junho é considerado o inverno deles é de julho a dezembro o verão. Para eles o calor é o ano todo, porém no primeiro semestre como chove tornou se o inverno para eles.

07 (39)

O que fazer em Jericoacoara:

Antes de optar por qualquer passeio é necessário entender Jericoacoara. A vila é banhada pelo mar de águas calmas e mornas com várias piscinas naturais, extensa faixa de areia escura devido à proximidade ao mangue. Nela está a Duna do Por do Sol à esquerda e a direita um pouco mais longe uma duna de vegetação rasteira, esta que protege a cidade contra a invasão de dunas móveis, o que acabaria com a cidade porque a cobriria. Nesta está o farol e a Pedra Furada que possui beleza incrível. Pedra Furada é um dos cartões postais da cidade, para chegar nela é necessário caminhar cerca de 45 minutos ou fazer o caminho de charrete saindo do centrinho da vila.

Uma das atrações mais procuradas são as lagoas, que muitos pensam ser mar! Essas lagoas formam-se a partir das águas das chuvas! Quantos mais chuvas mais lagoas e isso faz com que fique mais bonito! Fui em época de secas que as lagoas estavam com menos águas e épocas que tinham chovido mais formando mais lagoas do que o normal. As principais lagoas do lado Leste são: Lagoa do Paraíso e a Lagoa Azul.

IMG_6822

A Lagoa do Paraíso possui 32 pontos de restaurantes e locais próprios para banho, mas para mim os destaques são:

_DSC5681

– Lagoa do Paraíso que possui um restaurante/bar  – Alchymist Beach Club, Lagoa do Paraíso. Ótimo com cadeiras e espreguiçadeiras, é delicioso ficar deitada nas redes sendo rodeada pelas águas. O restaurante é muito bom, mas apenas para entrar você pagará o valor de 20 reais por pessoa.

IMG_6297IMG_6666

– Sitio Paraíso Lagoon é outra opção,não é necessário pagar pela entrada e apenas pagar o que for consumido.   Ele é novo e ainda não é tão badalado quanto o Alchymist.

_DSC5198_DSC5223IMG_6840

A Lagoa Azul é uma Lagoa menor que a Lagoa do Paraíso e possui estrutura e forma diferente. Além das redes nas águas ela também oferece restaurante com preço mais acessível que os do Alchymist.

KJYZ3406MHSJE1483

Existem duas formas de chegar até as lagoas, contratando quadriculo/buggy ou utilizando o “Pau de Arara” por 40 reais ida e volta, lembrando que é só especificar ao motorista onde gostaria de ficar.  Os passeios de quadricíclo/buggy possuem um roteiro pré-definido.

IMG_6192

Os passeios mais desejados são os passeios de Buggy e de quadriciclo ambas custam uma média de 250 reais e 300 reais por casal, podendo dividir o valor no passeio de Buggy caso aceite outro casal no mesmo passeio.  Existem dois tipos de passeios a serem feitos com Buggy/Quadriciclo, o Lado Leste e o lado Oeste. Que possuem vegetações e estilos completamente diferentes.

– Lado leste:

O passeio começa pela praia do Préa, um pouco deserta, mas ótima para prática de esportes radicais. Nela podemos encontrar também um dos cartões postais de Jeri, a Árvore da Preguiça. Essa árvore que aparamente está deitada ficou assim devida à ação do vento.

07 (38)

Depois o passeio segue para o local mais aguardado! Lagoa do Paraíso! Que Possui vários pontos de restaurantes e locais próprios para banho, e cabe a ao viajante escolher onde ficará.

IMG_6385

O passeio começa bem cedo e por voltas das 16 horas é o retorno para a cidade pela orla da praia que tem um visual deslumbrante com o por do sol. Pode ser contratado nas agências no centrinho da vila ou no Próprio hotel/ pousada.

STTDE8554

– Lado Oeste:

No lado Oeste fica a região do Mangue Seco. Local lindo e muito diferente pelo menos para mim que moro em Minas Gerais. O local só pode ser visitado na parte da manhã devia a maré que sobe e impossibilita a visitação. O Caminho começa pelas dunas próximas a Jeri.

E53AAFF0-3854-49A7-B315-1B09064357A607 (30)

Depois de tomar aquela água de coco e curtir a paisagem do Mangue seco atravessamos para a Lagoa de Tatajuba, que possui restaurantes com mesas, cadeiras e as deliciosas redes. É possível fazer Stand up paddle.

IMG_7944G2180850

O Pôr do sol de Jeri é maravilhoso! Vale a pena conferir pelo mesmo uma vez.

IMG_7047

No fim do ano costuma ventar bastante fazendo com que a prática de Kit Surf aumente nas praias.

GUFX8292

De Outro a dezembro época de Caju e você o verá em toda parte.

IMG_7028

Indico ficar na Vila por três dias inteiros!  Assim você consegue aproveitar no primeiro dia o Lado Leste de Quadricíclo (pilotado pelo viajante), no segundo lado Oeste de Buggy e no terceiro dia pela manhã iria ou para Lagoa do paraíso ou lagoa Azul de “Pau de Arara”. Deixando para a parte da tarde para conhecer a Pedra Furada e assistir o pôr-do-sol nas Dunas do pôr-do-sol.

Restaurantes

– Pescador Jeri Restaurante & Bar – Peixe e frutos do mar: Ele é o meu preferido o visitei nas três vezes que estive em Jeri, o atendimento, a comida e o clima são perfeitos.

XKUP3570

– Éllo Restaurante – Lindo com pratos sofisticados: Ele é novo e me chamou atenção devido a sua decoração e arquitetura, preço mais alto que o Restaurante Pescador Jeri e o Restaurante Tamarindo, mas o atendimento e comida são tops! A melhor carne de Sol que já comi na minha vida, os pratos são bonitos e gostosos.

FullSizeRender

– Tamarindo – Peixe e frutos do mar: Ele é  o mais indicado pela maioria que visita Jeri, eu adorei o peixe que comi e atendimento é muito, muito, muito bom!

– Gelato e Grano – Sorvete: Minha sobremesa predileta é sorvete e com toda certeza eu gostaria que tivesse em BH um Gelato & Grano para me deliciar! É perfeito!

Hotel/Pousadas

– VillaMag: A pousada é nova e muito aconchegante! Adoro ambientes limpos, com bom atendimento e com decoração de bom gosto! . Tudo que posso dizer é que é perfeita e indico a todos porque eu amei, me senti em casa!

Site: www.villamag.com.br

F76ACEB4-4DD0-44DD-8FF6-0322A3703738

– Star Hotel Jericoacoara: Outra boa opção na qual já me hospedei, é novinho e grande!

Site: www.booking.com/hotel/star/jeri

– Essenza Hotel: Eu não me hospedei mas com toda certeza me hospedaria caso fosse a opção de ficar num hotel de “Luxo”.

Site: www.essenzahotel.com.br

Dicas de estações de Ski próximas a Santiago – Estações de Ski no Chile – Farellones, Valle Nevado, El Colorado e La Parva

Com quatro estações de Ski próximas a Santiago, fica fácil conciliar uma viagem para a cidade como para a montanha.  As quatro estações de Ski ficam na municipalidade de Lo Barnechea, aproximadamente a 1 hora e meia de Santiago. As quatros estações de Ski são: Valle Nevado, Farellones, El Colorado e La Parva.

A primeira vez que visitei o Chile fui apenas ao Valle Nevado e fiquei com muita vontade de conhecer as demais estações de Ski. Porem como tinha ido no inicio de Junho não peguei neve suficiente para praticar Ski e algumas delas estavam fechadas!

Sabemos que a neve depende unicamente do clima, em 2017 choveu bastante e o período de neve e frio foi maior, período de maio a outubro. No ano de 2018 o clima foi bem diferente! Choveu muito menos que o esperado e fez muito menos frio também. A neve oscilou bastante fazendo com o que algumas estações de ski em pleno início de agosto estivessem puro barro! Já falei aqui no blog que prefiro viajar no início de agosto para ter certeza como tudo estará, porque quando chego ao destino sei exatamente como proceder.

Como chegar:

Pra chegar às estações de ski recomenda-se contratar agências de turismo ou um Transfer simples para montanha. Na viagem estava eu, meu marido mais três casais de amigos, o que nos deu a flexibilidade pra pensarmos no plano B.

Quando digo que contratar agência de viagem ou Transfer é o recomendado, digo pelo fato de muitos não terem experiência em dirigir estradas com neve ou estradas com muitas curvas.  Sou de Minas Gerais e estamos acostumados com curvas, curvas e mais curvas e mesmo assim falávamos muito que motorista inconsequente ou “roda dura” ou inseguro, não conseguiria subir ou poderia causar algum acidente!

Como já sabíamos que não iríamos pegar neve na estrada (seguimos pesquisando fielmente vários blogs de viagens, moradores do Chile e a previsão do tempo) decidimos alugar uma Van para 8 pessoas!

O valor ficou muito melhor que os das agências! Muito mais confortável porque o dia era nosso e nós estipulávamos o que iríamos fazer! Ah! Inclusive alugar carro menor para casal não fica o mesmo preço da van divido para 8 pessoas mais fica o mesmo preço de Transfer para montanha! O que ainda me faz pensar no conforto!

Eu como falei acima não utilizei Transfer para a montanha, mas fiz orçamentos com a 321CHILE e Sousas tour. Mais uma vez eu não utilizei o serviço delas! Mas achei incrível o tratamento que tive por e-mail nos orçamentos que recebi!

Qual estação de ski conhecer no Chile?

Farellones:

A primeira estação de ski que você verá quando subir a montanha será Farellones. Esta estação de ski é um centro de recreação de neve! Nela o viajante tem a possibilidade de fazer: Trineo (esquibunda), Canopy (tirolesa), andar de bicicleta na neve, Tubing (descida de boia), Silla (teleférico panorâmico). Esta estação está mais baixa do que as outras, portanto a neve derrete primeiro. Quando estive lá estava puro barro e optamos por não desfruta-la! Não compensa gastar os suados 27.000 pesos chilenos que dá acesso ilimitado para todas as atividades para atolar o pé na lama! Bem perto de Farellones  existem algumas pousadinhas e alguns pequenos e bonitinhos restaurantes de montanha.

Valle Nevado:

O vale Nevado é a estação de ski mais visitada por nós brasileiros! Conhecemos mais pelo fato de ser a maior, mais completa. O Valle Nevado possui 3 hotéis  Hotel Valle Nevado – 5 estrelas, Hotel Puerta del Sol 4 estrelas, Hotel Tres Puntas  3 estrelas e os vários restaurantes que são excelentes!

No ano de 2018 o Valle Nevado mudou a política de acesso a turistas não hospedados nos hotéis que estão ali! Para agências e para quem está de carro é obrigatório deixar o carro no estacionamento da curva 17, este estacionamento fica bem em frente à bilheteria, banheiros e subida da gôndola.

Para você ter acesso aos hotéis você precisa adquirir algum produto do Valle Nevado (Gôndola, Passes de Ski ou de alimentação). Se tiver disposição poderá subir a pé! Eu fiz a caminhada e demorei 30 minutos. Mas se preferir existe uma espécie de jardineira que faz o transporte de ida e volta pra os hotéis. Fiquei sabendo depois que voltei da viagem que o Valle Nevado estava impedindo esse acesso, o que eu julgo apenas ocasional! Porque os melhores restaurantes estão junto aos hotéis!

Para a prática de ski ou snowboarding tem uma pequena área que você pode ficar sem pagar nada, mas não se empolgue! Porque o pedaço é curto e demanda muito esforço! Nesse espaço você não terá acesso às cadeirinhas e muito menos as gôndolas! Se quiser ter uma experiência completa da montanha acredito que vale a pena contratar os passes (que não são baratos)! Meu marido é expert em ski e me disse que as pistas são ótimas!  O socorro é muito rápido e muito bom, ele viu pessoas sendo socorridas. Para quem não quer praticar esporte vale a visita para ter a experiência da neve e desfrutar os restaurantes.

El Colorado:

A estação de ski El Colorado fica do outro lado da montanha, lado ao contrário ao Valle Nevado! Achei a estação limpa, organizada e mais cara que Valle Nevado! Porém vi 90 % de residentes chilenos. É uma estação com menos opções de alimentação! Nela você tem um espaço bom para brincar de ski sem precisar pagar! Mas é no mesmo esquema do Valle Nevado! Não é possível ter acesso às cadeirinhas e só podendo utilizá-las com o ticket.

La Parva:

Acredito que já mencionei aqui no blog a respeito do meu trabalho! Sou fotografa de casamentos e fotografo casais pelo mundo a fora!  (Meu site: www.glayconemarcela.com.br)

Fui a La Parva unicamente pra fotografar um casal! Mas achei a estação muito interessante, possui pistas mais íngremes e poucas opções de alimentação! Achei o lugar com uma arquitetura lindinha, com casinhas e prédios de montanhas que me fizeram lembrar de Bariloche! viagensdamarcelapena.com/bariloche

Onde guardo meus objetos nas estações de Ski?

Todas as estações possuem lockers que são pagos na bilheteria da estação! O local é seguro e bem organizado utilizei da estação do Valle Nevado e El colorado e achei muito bom!

Aluguel de roupa: Comprar ou alugar?

É sempre muito difícil essa decisão! Esportes relacionados à neve não são baratos! As ROUPAS são indispensáveis para todos. Acredito que para praticar ou ter contato com a neve mais de um dia vale a pena comprar. No Brasil temos uma excelente loja que é a Decathlon  (www.decathlon.com.br).  Para aluguel de Ski existe uma empresa de locação  que fica no sentido da subida da montanha que possui preços muito melhores que as lojas das estações. Importante falar que roupa térmica é essencial e que elas não são alugáveis!!! Para comprar roupas boas e confortáveis vale a pena olhar na LUPO e na Decathlon.

 

As melhores vinícolas para visitar no Chile pertinho de Santiago – 4 degustações e vinícolas que valem a pena no Chile

Sou amante do vinho e considero conhecer vinícola um tipo de experiência incrível! Quando o destino de viagem me proporciona essa experiência tenho preferência por vinícolas que se destacam por algum motivo específico, sejam por possuir bons vinhos ou por serem mais tradicionais.

O Chile é o quinto maior exportador de vinhos no mundo. Um chileno consume em média 27 litros ao ano enquanto o brasileiro apenas dois!  Acredito que o cenário brasileiro está mudando, devido à qualidade de vinhos produzidos no sul do Brasil. Aqui neste link têm algumas das minhas visitas as vinícolas no Sul do Brasil  viagensdamarcelapena.com/bento-goncalves

As condições de produção do vinho no Chile são excelentes! As uvas trazidas pelos imigrantes se adaptaram muito bem! Os mais entendidos dizem que o Terroir (que nada mais é: relação mais íntima entre o solo e o micro clima particular, que concebe o nascimento de um tipo de uva, que expressa livremente sua qualidade, tipicidade e identidade em um grande vinho, sem que ninguém consiga explicar o porquê) chileno é de “tirar o chapéu”!  A cordilheira do Andes, o Mar do Pacífico, as geleiras ao Sul e o Deserto do Atacama formam uma barreira natural contra as pragas.

A uva símbolo do Chile é a Carménère que é tipicamente francesa.  Essa qualidade de uva foi extinta devida a uma praga chamada Filoxera. Foi trazida ao Chile mudas de variadas qualidades de uvas entre elas estava a Carménère que foi plantada e cultivada como uma variação da uva Merlot. Em 1994 no Chile um ampelógrafo francês, chamado Jean Michel Boursiquot, notou que algumas cepas de Merlot demoravam a maturar, após realizarem alguns estudos perceberam que se tratava da uva Bordeaux Carménère.

IMG_0210

Dá para se perder entre tantas opções ótimas e com preço justo nos supermercados. O vinho chileno é muito mais barato do que aqui no Brasil, e por isso levar vinhos é uma ótima escolha. De acordo com a Policia Federal é permitido entrar no Brasil sem pagar taxas alfandegárias trazendo no máximo 12 litros de bebidas alcoólicas, ou seja, 16 garrafas de vinhos de até 750 ml! Destas 16 garrafas só poderão ser levado em bagagem de mão 6 garrafas as demais devem ser despachadas. Lembrando que o limite de bens trazidos não pode ultrapassar 500 dólares.

Tive a oportunidade de conhecer quatro vinícolas: A Vinícola Santa Carolina, Vinícola Undurraga, Vinícola Concha y Touro e a Vinícola Emiliana Organic.  Cada uma delas me fez apreciar e aprender diferentes conceitos do mundo do vinho. As Vinícolas estão próximas a Santiago e todas são possíveis chegar por conta própria. Vamos ao resumo rápido:

1 – Vinícola Santa Carolina

Se você possui pouco tempo e quer uma Vinícola de tradição e sem mimi vá a Santa Carolina. Lembre-se ela não possui os vinhedos como nas outras! Porém no inverno isso não faz diferença porque os parreirais estão secos e/ou podados. A Vinícola é tradicional, e uma das mais antigas do Chile, sua história esbarra com a história do país. O tour é ótimo e bem explicativo! O guia fez diferença e os vinhos degustados são maravilhosos! Uma das caves mais lindas que já vi! No final do tour o viajante é presenteado com uma garrafa de 375 ml como lembrança. O acesso é muito rápido seja de metrô ou de carro porque fica dentro da cidade.

Site: hwww.santacarolina.cl

_DSC3518_DSC3524_DSC3497_DSC3579IMG_0216

2 – Vinícola Concha Y Toro

A vinícola é linda e grande. Mas não se encante apenas por isso! Os vinhos da degustação são bons! Mas se de fato quer ter uma experiência mais profunda, com boas informações contrate o Tour Marques de Casa & Concha que possui visitação e uma explicação exclusiva com harmonização de queijos e outros. É um local de muita fama e muito turístico. Acredito que seja a vinícola chilena que mais conhecemos no Brasil! O tour é ótimo! Porém gosto de sair da zona de conforto e indicaria conhecer esta e mais alguma se possível! No final do tour o viajante é presenteado com uma taça de vidro.  O acesso é fácil! Indo por metrô ou por carro.

Mais sobre a Concha Y Toro: viagensdamarcelapena.com/vinicolaconchaytoro

Site: conchaytoro.com

IMG_0699img_0693img_0660img_0618IMG_0639

3 – Vinícola Undurraga

Se você de novo não quer mimi e quer uma Vinícola que te dê base e aprendizado, acredito na Undurraga. Possui ótima estrutura e o tour explica bem sobre o solo, a produção e a forma de cultivar a uva.  A degustação mais simples é feita com vinhos Tops! Assim o custo benefício é maior a se comprar aos da Concha Y Torro. Fui indicada por inúmeras pessoas! O jardim é lindo demais e a recepção de todos na Vinícola é o diferencial! No fim da degustação o viajante é presenteado com uma taça de vinho. O acesso é Fáci! Podendo ser feito de ônibus ou de carro!

Site: www.undurraga.cl

IMG_0745_DSC4916_DSC4994_DSC5018_DSC4965

*Muitas pessoas visitam no mesmo dia a Vinícola Undurraga e a Concha Y Toro, elas são relativamente próximas. Visitam a Undurraga pela manhã, almoçam na Concha y Toro e após o almoço fazem a degustação na mesma. (É necessário fazer reserva no restaurante)

4 – Vinícola Emiliana Organic

Se você já conhece outras vinícolas ou ama e consomem orgânicos, a Vinícola Emiliana Organic é a mais recomendada! O tour é excelente e bem explicativo!  Porém a parte da degustação não é tanto quanto as demais que já visitei! Mas eu não abriria mão de conhecê-la, pelo fato de ser uma produção orgânica! Os vinhos são bons e a paisagem da Vinícola é de cair o queixo. Contratei o tour simples com acréscimo de degustação de queijos! Para chegar até a Vinícola não tem erro! Você pode ir de ônibus ou de carro, ela fica na rota 68.

Site: www.emiliana.cl

_DSC9325JDKU4682-2_DSC9054_DSC8883_DSC9201

*A Emiliana Organic fica na mesma rota que vai a Valparaiso e Viña Del Mar. É possível conciliar tudo no mesmo dia!  Eu fiz e deu certo!

Se não conhece outras vinícolas, concilie na mesma viagem a Emiliana com a Undurraga ou com a Santa Carolina. Mas deixe para visitá-la depois de ter ido a uma tradicional, assim você consegue comparar e entender melhor o seu processo de produção orgânica!

IMG_0883

Eu não gosto de indicar aquilo que eu não vivi, porém eu li muito e fui muito recomendada a conhecer a Vinícola Casas Del bosque, Vinícola Santa Rita e a Vinícola Cousiño Macul.

Muitas pessoas vão a Vinícola Emiliana e depois vão à Vinícola Casas del Bosque, elas estão bem próximas, ambas no Valle de Casablanca. Geralmente as pessoas fazem o tour na Vinícola Emiliana na parte da manhã e vão almoçar ou “petiscar” tomando um bom vinho na Casas del Bosque. Acredito valer a pena pelo fato da Emiliana Organic não ter restaurante! A vinícola Casas Del Bosques é do tipo Boutique. Está sempre cheia de flores, e tem a maioria de sua massa de trabalhadoras mulheres.

A Vinícola Santa Rita compõe o time das históricas e tradicionais no país! Fiquei com muita vontade de fazer o tour e almoçar no seu Restaurante Doña Paula (Que me parece ser muito bom!). Essa Vinícola possui um hotel belíssimo que permite ao hóspede ter inúmeras atividades relacionadas ao vinho!

A Vinícola Cousiño Macul é uma vinícola que está na família que a fundou e  possui vista incrível para a montanha.  É  uma vinícola tradicional com três opções de tour. Está há 2 km da estação Quilin – LINHA 4 AZUL

Site Vinícola Casas del Bosque: www.casasdelbosque.cl

Site: Vinícola Santa Rita: www.santarita.com

Site: Vinícola Cousiño Macul: www.cousinomacul.com

Importante! A lei seca no Chile é muito mais rigorosa que no Brasil! Fique experto! Direção e álcool não andam juntas!

 

 

Onde Comer e Beber em Santiago – Chile?

Dicas de Restaurantes em Santiago:

A maioria dos restaurantes possuem: “Menu del día” O que possibilita comer bem por um preço menor. A maioria divulga no site ou nas redes sociais o cardápio com valores fechados para a refeição.

– Restaurante Ligúria: Possui 3 unidades na cidade, todas próximas a estação de metrô, Pedro de Valdivia, Manuel Montt (Matriz), Tobalaba (Fui nesta e simplesmente adorei!). Horário de funcionamento é das 10h00min as 01h30min. Site: www.liguria.cl

IMG_0677IMG_E0680

– Restaurante Giratório: Restaurante turístico! A comida é boa mas o que realmente vale é a vista da cidade! Fica na comuna de Providência, próximo ao Sky Costanera. Site: ww.giratorio.cl

– Bocanariz: Este restaurante é ideal para quem quer degustar vinhos chilenos. Cada prato do cardápio harmoniza com um vinho diferente. Existem opções de menus temáticos combinando com vinhos. Sempre cheio, ideal fazer reservas. Fica no Bairro Lastarria.  Site: www.bocanariz.cl

– Restaurante Costamia: Restaurante dentro do Shopping Costanera Center no Piso 5, é especialista em Peixes e Frutos do Mar. A decoração é linda! Site: www.costamia.cl

Cafeterias & Sorveterias: 

– Emporio la Rosa: Sorveteria artesanal que possui unidades nos bairros Lastarria, Centro, Las condes (na rua e dentro do Mall Costanera Center)  de Santiago. Além dos deliciosos sorvetes (os que eu mais gostei foi o de chocolate com laranja e o de manjar com chocolate). Em algumas unidades é possível tomar um belo café da manhã. Site: www.emporiolarosa.com

– El Taller: Cafeteria & Sorveteria charmosinha em Providência, próxima a estação de metrô Manuel Montt. O café da manhã tem vários combos! O atendimento é maravilhoso e a comida servida é ótima! Eu adorei!  Site: www.eltallerchile.cl

IMG_2850

Cafeterias: 

– Confiteria Torres: Possui três unidades na cidade, a matriz está a Rua Alameda 1.570 no Centro, praticamente ao lado do Palácio La Moneda, esta unidade está em funcionamento desde 1879. Na Rua Isidora Goyenechea 2962 em Las Condes e a outra na Plaza de la Ciudadanía nº 26, Nivel  -1. Site: www.confiteriatorres.cl

img_0716

– Castaño: Você verá em muitos locais em Santiago a marca Castaño. Esse estabelecimento é um tipo de “padaria”. Nela você pode tomar café da manhã ou até mesmo lanchar a noite. As melhores Empanadas de Pino que comi em Santiago. Site: www.castano.cl

IMG_E2226

– Juan Valdez Cafe: Está cafeteria colombiana possui unidades em várias regiões de Santiago. É uma cafeteria “a lá Starbucks”. Recomendo!   Site: www.juanvaldezcafe.com

IMG_E2213IMG_E2248

San Camilo Panadería: Padaria, confeitaria e cafeteria lindinha e muito tradicional em Santiago, data de 1881. Presente em toda a cidade é parada obrigatória para quem ama doce. Site: www.sancamilo.co

IMG_E0683

Fast Food Chilenos:

-Dominó La Fuente de Soda de Chile:  Fast Food Chileno que oferece Completo (Hot Dog Chileno), sanduíches, Saladas e batatas. fica cheio todo o dia e está em muitos locais da cidade! O valor é bom e o completo é um dos mais gostosos!  Site: www.domino.cl

IMG_E2245

– Juan Maetro: Fast Food Chileno que tem cardápio composto basicamente por sanduíches. Esse para mim é um dos melhores do Chile. Adorei o a linha de Sanduíche que tem Carne Mechada (carne de boi desfiada). Site: www.juanmaestro.cl

IMG_E2239

– Pedro, Juan & Diego: Fast food Chileno, possui unidades em muitos bairros em Santiago. No Menu é possível comer Hambúrguer, Completo (Hot Dog Chileno), Saladas e batatas. Achei bem parecido com Mc Donalds! Site: www.pedrojuanydiego.cl

IMG_E2241

Hamburguerias Artesanais: 

– Uncle Fletch: Um das melhores hambúrgueres de Santiago chama atenção pelo estilo antigo. Ótima pedida para os apreciadores de cerveja. Possuem dois endereços: 1 – Pátio Bellavista e o segundo na Plaza Ñuñoa. Site: www.uncle-fletch.com

– Mr Jack – Hamburguer artesanal. Está localizado em quatro lugares: Pátio Bellavista, Parque Arauco e mais duas unidades no bairro Vitacura. Site: www.mrjack.cl

Dicas de centros de alimentação:

– Pátio Bella Vista

É um local que possui lojas e principalmente restaurantes. São mais de 20 estabelecimentos de todos os tipos de comida. patiobellavista.cl  

–  Shopping Parque Arauco

O Shopping Parque Arauco possui dois centros de alimentação. A praça de Alimentação convencional dentro do Shopping e um pátio externo bem bonito com restaurantes mais sofisticados. Fomos ao Tomy Roma´s que é tipo um Outback Steakhouse. O preço foi justo a se tratar da cidade de Santiago.

img_1073

 


Dicas de Comidas Típicas Chilenas, neste link: O QUE COMER EM SANTIAGO – COMIDAS TÍPICAS CHILENAS

Conhecendo a Vinícola Concha Y Toro, neste link: VINÍCOLA – CONCHA Y TORO – CHILE

O que comer em Santiago – Chile? Comidas Típicas Chilenas

Ouvimos muitas pessoas dizendo que a comida chilena é ruim ou que a mesma possui preço alto. O que acontece é que saímos do Brasil com a ideia de encontramos preços muito menores dos praticados aqui. Comer no Chile não é barato! Mas existem ótimas opções de restaurantes.

A culinária chilena é bem rica! No país é possível comer bons frutos do mar e bons cortes de carne sempre acompanhado de bons vinhos.

Achei curioso o fato de colocarem abacate(Palta) em tudo! Sempre acompanhando comidas salgadas. Ah! O almoço é mais tarde por volta das 14 horas.

Comidas tipicas Chilenas: 

– Vinhos Chilenos: Os vinhos chilenos são famosos no mundo inteiro, é um dos principais exportadores no mundo. Tudo começou no século 16 quando colonizadores europeus chegaram ao país. O país possui sete importantes regiões: Aconcágua, Maipo, Vale Rapel, Curicó, Vale do Maule, Casablanca, Limari. Não deixe de conhecer uma vinícola! Para comprar vinhos com preços ótimos os supermercados são uma boa pedida.

– Outras 3 bebidas que são bem famosinhas:

*Mote Con Huesillos: É uma bebida feita com pêssego e um tipo de grão de trigo e açúcar. Não é alcoólico, fácil de encontrar em qualquer lugar.

* Pisco Sour: É uma bebida alcoólica feita com Pisco – Aguardente feita de uva, suco de limão, clara de ovo e açúcar. No Chile você pode achar a aguardente feita de uva e fazer por conta própria ou a bebida já pronta vendida no supermercado.

* El terremoto: Bebida alcoólica feita de vinho Pipeño misturado com sorvete de abacaxi. Cuidado! É uma bebida forte!

– Completo: Completo é o Dogão popular no Chile. Existem algumas variações, mas podem ser de pão, salsicha, chucrute (conserva de repolho), tomate e abacate (salgado). Só no Brasil que comemos abacate com açúcar.

– Empanadas de Pino: Na Argentina e no Chile existem vários sabores de empanadas, no Chile o recheio de empanada mais clássico é o PINO. Combinação de carne, cebola, ovo cozido e azeitona. Um dos locais mais antigos de Santiago para comer uma bela Empanada é o Emporio Zunino que está em funcionamento desde 1930. Este estabelecimento fica no centro, entre o Palácio La Moneda & A Plaza de Armas. Site: www.empanadaszunino.com

– A Lo Pobre: Tipo um PF. Possui uma carne podendo ser frango ou boi com ovos fritos por cima acompanhados de batata e cebola frita.

IMG_1320

– Pastel de Choclo: Tipo o nosso escondidinho, feito a base de milho, recheado com carne, frango, ovos cozidos, azeitonas e passas.

– Centolla: Uma espécie de caranguejo encontrado em águas profundas.

– Torta Tres Leches: Sobremesa mais tradicional no Chile, que possui três tipos de leite: doce de leite, leite condessado e creme de leite com cobertura de merengue.

– Churrasco (Parrilla/Asado) chileno: Churrasco chileno que possui cortes muito saborosos.

– Fruta vermelhas em geral são mais saborosas do que aqui no Brasil. Coma framboesas, cerejas e morangos.


Dicas de Restaurantes em Santiago, neste Link:  DICAS DE RESTAURANTES EM SANTIAGO – ONDE COMER E BEBER